A imigração da Austrália implementou alterações no processo de visto de estudante para a Austrália.

As novas mudanças na solicitação de Visto de Estudante para a Austrália foram divulgadas em 23 de março de 2024 e claro que acabou gerando preocupações entre muitos estudantes que estão planejando estudar na Austrália.

Neste post, a Roda Mundo te explica as mudanças mais importantes e como elas afetam sua aplicação para o visto.

Principais Mudanças no Visto de Estudante da Austrália

A queda no número de vistos australianos aprovados nos ultimos meses, para todo o mundo, acendeu um alerta para agências de intercâmbio e estudantes interessados em estudar na Austrália.

O visto de estudante australiano é muito procurado por estudantes de todo mundo e claro por muitos brasileiros. São estudantes buscando uma experiência em um dos melhores países do mundo e querendo aproveitar os inúmeros beneficios como possibilidade de trabalhar legalmente e até de se estabelecer futuramente no país.

A imigração australiana já tem mostrado mudanças na análise dos pedidos de visto e agora, oficialmente, anunciou novos procedimentos.

O novo procedimento de pedido de visto mostra que a Austrália está filtrando ainda mais os perfis dos candidatos, focando em atrair pessoas que estão genuinamente interessadas em estudar e se qualificar.

O foco da imigração australiana não é mais tanto em saber sobre os laços do candidato no Brasil e sim de entender a real intenção da pessoa na Austrália e se isso é interessante ou não para o país.

O objetivo desta atualização, por parte da imigração, é assegurar que somente aqueles candidatos que demonstram um compromisso autêntico com sua formação educacional na Austrália, sejam elegíveis a receber o visto de estudante.

Leia Mais: Como estudar e trabalhar na Austrália

Substituição da Carta GTE pelo Requisito GS – Genuine Student

Mudanças no processo de Visto de Estudante da Austrália

A principal alteração adotada pelo governo australiano é a substituição da Carta de Intenção (GTE – Genuine Temporary Entrant) pelo requisito GS (Genuine Student).

O requisito GS, que pode ser traduzido como “Requisito de Estudante Genuíno” é uma abordagem mais direcionada que substitui a antiga declaração GTE por perguntas específicas, proporcionando uma visão mais clara do candidato e suas motivações para estudar na Austrália.

A partir de agora uma parte do pedido de visto é apresentado em um formato de perguntas e respostas.

Com a intrudução do GS, os solicitantes de visto de estudante para a Austrália, devem responder questões detalhadas, ao invés de submeter uma carta de motivação genérica, como era a antiga carta GTE.

Essas perguntas cobrem alguns tópicos, desde as condições pessoais do candidato até suas motivações de escolha da Austrália como o local de seus estudos, os benefícios do programa de estudos selecionado, entre outros aspectos.

Essa mudança visa avaliar mais detalhadamente a intenção e a situação do estudante, garantindo que apenas candidatos genuínos sejam aceitos.

A comunicação no formulário de visto passa a ser mais clara e objetiva, fazendo o candidato responder o que a imigração quer realmente saber.

Quais são as perguntas da aplicação do visto de estudante para a Austrália

O novo questionário do visto de estudante australiano, dentro do novo Requisito GS, inclui perguntas detalhadas sobre:

      1.    Circunstâncias Atuais do Solicitante: Exige detalhes sobre laços familiares, comunidade, emprego e situação financeira.

      2.    Motivação para Estudar na Austrália: Solicita uma explicação sobre a escolha do curso e do provedor de educação, incluindo a compreensão dos requisitos do curso e da vida na Austrália.

      3.    Benefícios do Curso para o Solicitante: Questiona como a conclusão do curso na Austrália beneficiará o candidato em sua carreira e objetivos pessoais.

      4.    Informações Adicionais Relevantes: Permite que o candidato inclua qualquer outra informação que considere relevante para sua aplicação.

      5.    Histórico de Estudos na Austrália: Requer um relato detalhado dos estudos anteriores no país, se houver.

Além das respostas, é necessário anexar documentação comprobatória que se alinhe as respostas, como qualificações obtidas no Brasil, histórico de trabalho e certificados de cursos concluídos na Austrália, se houver.

Ou seja, é importante que o candidato apresente todas as evidencias que sejam relevantes ao seu pedido de visto.

Leia Mais: Comprovação financeira para o visto australiano

Declaração de não garantia a imigração permanente

Além das perguntas e respostas, agora, é preciso confirmar, através de uma declaração, a compreensão das condições do visto e a limitação das oportunidades de imigração permanente, sem necessidade de comprovar a intenção de retornar ao país de origem após o término do visto.

O estudante deve declarar que entende que o visto de estudante não garante um caminho automático para a migração permanente na Austrália.

Mudança de Turista para Estudante na Austrália

Uma novidade é a análise mais cautelosa das solicitações de visto de estudante que partem de um visto de turista.

Isso quer dizer que a análise de pedidos de visto de estudante, dentro da Austrália, para quem estiver com o visto de turista, será mais criteriosa.

A condição “No Further Stay” aplicada a certos vistos de turista permanece, prevenindo a solicitação de novos vistos dentro da Austrália. Mais vistos, principamente de turista, tendem a ter a condição “No Further Stay” que impossibilita a pessoa a pedir novos vistos dentro da Austrália.

Sendo assim, mais do que nunca, não é recomendável solicitar um visto de turista aqui no Brasil, visando pedir um visto de estudante dentro da Austrália, achando ser um caminho mais fácil.

Foco no Potencial de Contribuição à Economia Australiana

O governo australiano recalibrou seu foco para atrair estudantes que possam contribuir para a economia do país após os estudos, facilitando caminhos para vistos de trabalho ou residência permanente.

A imigração australiana, através deste novo processo, reconhece que existem caminhos pós-estudo disponíveis para aqueles estudantes que podem ser elegíveis.

Essa mudança reafirma a importância do estudante escolher cursos que se alinhem com as aspirações de sua carreira.

A intenção do governo é ter uma previsão mais clara dos imigrantes que estão entrando no país, visando um planejamento futuro mais acertivo.

Monitoramento da Qualidade das Instituições de Ensino

Instituições de ensino australianas avaliadas como de maior risco, serão notificadas e terão seis meses para corrigir falhas, sob pena de não poderem mais receber estudantes internacionais.

Essa medida visa garantir a qualidade da educação oferecida aos estudantes estrangeiros.

Desta forma é importante que o aluno se preocupe com a escolha da instituição de ensino de qualidade na Austrália.

A qualidade da escola, o tipo de curso são agora itens ainda mais importantes e levados mais em consideração, no pedido de visto.

Trabalhar legalmente na Austrália

A permissão de trabalho com visto de estudante não foi afetada.

O estudante brasileiro continua podendo trabalhar por até 48 horas quinzenais na Austrália, com o visto de estudante, durante os estudos.

A permissão de trabalho vale enquanto o programa de estudos estiver em andamento.

Leia Mais: Como estudar e trabalhar na Austrália

O que muda para intercambistas brasileiros que queiram ir para a Austrália

mudanças na solicitação de Visto de Estudante para a Austrália

O processo de visto de estudante para a Austrália tende a ser, a partir dessas mudanças, mais transparente e direcionado.

O foco da imigração australiana é a genuinidade da intenção educacional, ou seja, querem atrair os melhores candidatos que tenham um real compromisso com a qualidade da educação.

O objetivo desta atualização é assegurar que somente aqueles candidatos que demonstram um compromisso autêntico com sua formação educacional na Austrália sejam elegíveis para receber o visto de estudante.

Os intercambistas brasileiros interessados em estudar na Austrália devem estar atentos a essas mudanças e preparar suas aplicações com cuidado e dedicação, destacando sua genuína intenção de estudo e planejamento cuidadoso de sua estadia educacional na Austrália.

Estudantes 30+ com intenção de solicitar o visto de estudante para a Austrália, devem ter em mente que a análise é ainda mais detalhada e criteriosa, necessitando mais evidencias.

Espera-se que essas alterações ajudem a preservar a integridade do sistema de vistos australiano, garantindo que a migração seja sustentável e benéfica tanto para os estudantes internacionais quanto para a Austrália.

Ficou com alguma dúvida sobre o pedido de visto para a Austrália?

Entre em contato com a Roda Mundo que nós vamos te auxiliar! Lhe auxiliamos com a escolha da cidade australiana, escola, curso e em todo o procedimento de visto.

A Roda Mundo oferece o serviço de pedido de visto de estudante, dentro da agência.

Consideramos que a venda do intercâmbio deve ser vinculada ao perfil do visto.

A Roda Mundo Intercâmbio, agência selo Belta, desde 2007 auxilia estudantes para estudar na Austrália.

Você também pode se interessar:

→ Estudar e Trabalhar na Austrália

→ Melhores Escolas de Inglês da Austrália

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here